topo3 sem foto jose ricardo adam advogado.png

Multa por furar sinal vermelho cresce em São Paulo

O trânsito caótico das grande metrópoles sempre chamaram atenção por seu grande fluxo, criando a necessidade de criar meios de controlar todo esse fluxo com a finalidade de aumentar a segurança tanto de motoristas quanto de pedestres.


Para que isso fosse possível, leis bastante rígidas foram criadas e, para quem descumprisse qualquer uma das regras de trânsito, seriam aplicadas multas pesadas, além de atribuição de pontos na carteira de motorista, cujo acúmulo excessivo pode resultar no motorista perdendo sua habilitação.


O ano de 2015, segundo novas constatações e pesquisas realizadas pelo jornal Folha de São Paulo que resultaram no levantamento de dados desse ano, teve um aumento expressivo e espantoso de 798% a mais de multas aplicadas a motoristas que desrespeitaram um regra bastante específica: o sinal vermelho.


Esse levantamento foi motivo de bastante curiosidade e preocupação com a segurança no trânsito. 


Multas por furar sinal vermelho

Entre as grandes campeãs das infrações registradas no ano de 2015, uma das que mais chama atenção parece ser o desrespeito ao sinal vermelho.

Um número surpreendentemente alto de motoristas não parou na sinalização e foram detectados e multados.



Dados da infração

De acordo com o levantamento realizado, o número de multas por desrespeito ao sinal vermelho contabilizadas em 2015 foi de 224.889, uma diferença de 798% em relação ao ano anterior.


Entre as multas aplicadas, esse percentual é o que teve o maior aumento, sendo que aumento médio das outras infrações foi de 40%.


Também considerando as multas aplicadas por agentes de trânsito, um total de 390 mil, essa é a infração que mais sofreu aumento.



Aumento do número de radares

O grande aumento no número de multas aplicadas com certeza pode se dar, em grande parte, ao aumento de radares de fiscalização que foram recentemente instalados por toda a região metropolitana da cidade de São Paulo.


Essa instalação foi resultado de uma preocupação do governo em uma tentativa de diminuir o número de acidentes de trânsito, principalmente aqueles que resultam em mortes.


Os radares eletrônicos geralmente são responsáveis pela diminuição dos casos de acidentes mas resultam em um grande número de multas.


O aumento registrado, no entanto, pegou todos de surpresa. A presença dos radares deveria inibir os motoristas e incentivá-los a pegar mais leve na direção para que não sejam punidos, mas não foi o que aconteceu.



Multas na madrugada

Os novos radares instalados contam com tecnologia mais moderna que permite, inclusive, que os motoristas que desrespeitam o sinal vermelho sejam detectados durante a noite. Esse aumento surpreendente registrado se deu, principalmente, pelo aumento de multas que foram aplicadas aos condutores que desrespeitaram o sinal vermelho durante a madrugada.


Essa ocorrência, no entanto, é justificada pelos motoristas ao afirmarem que sentem medo ao dirigir durante a noite, voltando para casa e evitam parar o carro em lugares desprotegidos para que o risco de ser assaltado diminua.


Segundo afirmações, é preferível até mesmo pagar a multa do que ter o prejuízo de um carro roubado durante a madrugada em uma das cidades mais violentas do país.